No meio do nada

Perdida em pensamentos

Previous Entry Share Next Entry
Fim de ano
hagtristania

Eu tenho "Kantoo" no celular, e ele me pediu que descrevesse minha melhor lembrança de ano novo. O problema é que não tenho nenhuma boa lembrança.

Lembro de alguns episódios de meu passado, como a vez em que minha madrasta ficou bêbada e vomitou as tripas, ou a vez em que o pneu do carro do meu pai furou em área deserta, em plena madrugada, e passamos o ano novo caminhando.

Acho que a melhor lembrança foi quando passei o ano novo na casa de meu avô, assistindo "o destino do posseidon" na TV, enquanto lia um livro de Biologia, me preparando para o vestibular no dia seguinte. Estava em paz e me sentindo inteligente, e o filme era muito bom.

Tenho outra lembrança de um reveillon, que começou mágico e acabou um fiasco. Estive trabalhando o dia inteiro, no dia 31. Meu companheiro veio me buscar, para voltarmos juntos para nossa cidade. Ele então me pediu que não voltássemos naquele dia, mas fôssemos à praia ver um show com Júlio Iglesias, que estaria se apresentando ao ar livre. Lá chegando passei mal, mas deu pra me aguentar. Assistimos à queima de fogos e nos retiramos de madrugada. O dinheiro acabou e tivemos que voltar a pé. Cochilamos em um banco público, e conseguimos atravessar o rio de ferryboat grátis, às 07 horas da manhã, às 09 horas conseguimos carona no ônibus intermunicipal, e 2 horas depois chegamos em casa. Fiquei feliz por ele, mas preferia ter passado o ano novo na minha caminha quentinha.

Posted via LiveJournal app for iPhone.


Comments Disabled:

Comments have been disabled for this post.

?

Log in

No account? Create an account